Rede Concepcionista de Ensino  - Colégio Madre Carmen Sallés - Brasília-DF

Colégio

Madre Carmen Sallés

Brasília-DF

Notícias

Jun.
05

2018

Conheça o Projeto Brasil: Caldeirão de culturas, dos 6ºs anos

Todas as sociedades produzem sua própria cultura, têm seus próprios valores e suas verdades. Portanto, nós todos somos seres culturais, e uma das formas de manifestarmo-nos, culturalmente, é pela alimentação.


A cultura é composta de diversos elementos, entre eles a culinária. A culinária brasileira, por exemplo, recebeu influência de diversos povos ao longo do tempo: dos indígenas que aqui viviam (e vivem) aos povos que para o nosso país vieram ─ e continuam a vir ─ à procura de uma vida melhor.


Com a culinária, também incorporamos, em nosso vocabulário, várias palavras novas que, aos poucos, passaram a fazer parte da língua portuguesa falada no Brasil.


A partir da gastronomia regional, valorizamos nossa identidade e preservamos nosso patrimônio histórico-cultural imaterial. Foi pensando nesse pressuposto que os professores dos componentes curriculares de História, Gustavo, e de Língua Portuguesa, Andréia e Cristiane, das turmas dos 6ºs anos do Ensino Fundamental II desenvolveram o projeto: “Brasil: caldeirão de culturas”.
A tarefa dos alunos foi elaborar um cardápio para um restaurante idealizado por eles mesmos. Esse restaurante ofereceria à comunidade brasiliense comidas típicas de uma região brasileira ou de um estado específico. O intuito dos professores era demonstrar de maneira prática como a culinária é importante para a construção da identidade histórico-cultural e linguística!


Na composição do projeto, cada aluno selecionou, pelo menos, seis pratos para montar o cardápio. Essa escolha deveria versar sobre os hábitos alimentares diários das populações do Brasil. Assim, foram escolhidos pratos servidos no café da manhã, no almoço e/ou jantar e sucos com frutas típicas da região ou estado escolhido.


Para cada prato, os alunos fizeram uma breve descrição histórica, listando os ingredientes usados, bem como as medidas e o modo de fazer.


Todos os cardápios foram ilustrados com as imagens coloridas selecionadas ou produzidas pelos próprios alunos.
Ao final do projeto, foi realizado, com cada turma, uma aula interativa. Com as turmas do período matutino, os professores envolvidos realizaram um piquenique cultural, no qual cada aluno selecionou uma receita de seu cardápio para compartilhar com a turma. No turno vespertino, os professores envolvidos realizaram uma aula na cozinha experimental sobre um aspecto muito representativo dos hábitos alimentares da população brasiliense: a influência nordestina na nossa sociedade. Com orientação dos professores, os educandos fizeram tapiocas e cuscuz e tomaram suco de murici, fruta típica da Bahia.


O projeto Brasil: Caldeirão de culturas está na sua terceira edição e seu objetivo é aproximar a teoria da prática e, assim, possibilitar que os nossos alunos compreendam a importância da preservação e da valorização das culturas tradicionais de nossa terra.



Texto: Gustavo Cheliga, professor de História


REDES SOCIAIS