Rede Concepcionista de Ensino  - Colégio Madre Carmen Sallés - Brasília-DF

Colégio

Madre Carmen Sallés

Brasília-DF

Notícias

Jun.
20

2018

Santos Juninos

Santo Antônio, São João e São Pedro
O mês de junho é, tradicionalmente, o mês dos Santos Populares: Santo Antônio (13), São João (24) e São Pedro (29). Podemos olhar para eles como três homens que, no seu tempo, tiveram, mesmo com as suas fragilidades humanas, coragem de proclamar e viver o Amor de Deus. Conheça um pouco da história de cada santo padroeiro das festas juninas.

SANTO ANTÔNIO – 13 DE JUNHO
Nasceu em Lisboa, em 15 de agosto de 1195, e foi batizado com o nome Fernando de Bulhões. Aos 15 anos, entrou para um convento agostiniano e, em 1220, trocou o nome para Antônio, ingressando na Ordem Franciscana. Lecionou teologia em várias universidades europeias e morreu em 13 de junho de 1231, a caminho de Pádua, na Itália. É o padroeiro dos pobres e é considerado o santo casamenteiro, mas também invocado por pessoas que queiram encontrar objetos perdidos.

SÃO JOÃO – 24 DE JUNHO
Filho de Zacarias e Isabel, diz a Bíblia que foi ele quem batizou Jesus Cristo nas águas do rio Jordão. Daí vem o nome Batista, o “batizado”. É o mais famoso dos três santos do mês de junho, tanto que as festas juninas também são conhecidas como festas joaninas, em sua homenagem. A história bíblica descreve Isabel, sua mãe, como prima de Maria, a mãe de Jesus. É usualmente representado pela figura de um menino com um cordeiro no colo, já que teria sido ele quem anunciou aos homens a chegada do cordeiro de Deus.

SÃO PEDRO – 29 DE JUNHO
Pedro era um pescador e foi apontado por Jesus como seu sucessor entre os Doze Apóstolos e teve a missão de construir uma igreja que continuasse a obra de Jesus. Nascido com o nome de Simão, foi chamado por Jesus de Cefas (pedra em aramaico), em função de sua firme liderança. A ele Jesus disse: “Tu és Pedro e sobre esta pedra fundarei a minha Igreja”. Daí a origem do nome Pedro. Era pescador, tal como os apóstolos Tiago e João, e foi apresentado a Cristo por seu irmão, o apóstolo André.
É considerado o primeiro Papa da Igreja Católica, guardião das chaves do céu e considerado também como o ‘responsável’ pelas chuvas. Foi executado por ordem do Imperador Nero, entre os anos 64 e 67 da era Cristã.
Nesta data ainda é considerada o Dia do Papa, pois São Pedro foi o primeiro Papa da Igreja.

Equipe de pastoral
Lenir Valério e Luciana Rodrigues


REDES SOCIAIS