Rede Concepcionista de Ensino  - Colégio Madre Carmen Sallés - Brasília-DF

Colégio

Madre Carmen Sallés

Brasília-DF

Pastoral Escolar

A Pastoral do Colégio Madre Carmen Sallés, tendo Maria Imaculada como fonte inspiradora, fundamenta sua ação no carisma e nos princípios de Santa Carmen Sallés, fundadora da Congregação das Irmãs Missionárias do Ensino. Através de formação humana e cristã-concepcionista dos educandos, dos educadores e de suas famílias, a Pastoral visa a garantir a vivência da identidade e da missão educativa concepcionista e o primado do Evangelho, proporcionando o conhecimento e uma experiência pessoal com Jesus Cristo a fim de discernir o Projeto de Deus sobre a própria vida e sobre a história.

A Pastoral na escola é assumida por todos os integrantes da comunidade educativa a partir dos valores cristãos, humanos e concepcionistas. Pretende-se formar pessoas abertas à comunhão e à transcendência e favorecer a experiência e a assimilação de valores universais como a abertura à transcendencia e à diversidade, o amor, a solidariedade, a cidadania e a liberdade enquanto sujeito histórico capaz de influenciar na construção de uma sociedade justa e fraterna.

Diante da realidade pós-moderna, com seus diversos valores e suas influências sobre a sociedade, realiza-se, à luz do Carisma Concepcionista, uma pastoral aberta ao contexto intercultural e inter-religioso.

"Deixai
vir a mim
os pequeninos"

Ensino Religioso

O material de Ensino Religioso da Rede Concepcionista tem o intuito de levar o aluno à reflexão, à descoberta e à vivência dos valores do Evangelho. Parte de dois principais referenciais: o antropológico e o teológico.

A criatividade e a participação do aluno são pontos relevantes da proposta. Momentos celebrativos favorecem a internalização dos valores.

O material pretende ser um caminho para criar empatia com os alunos e, com base no diálogo, transformar os conteúdos em vida.

Mês da Bíblia

SETEMBRO É O MÊS DEDICADO À PALAVRA DE DEUS. DEIXE DEUS AGIR NA SUA VIDA!

A Sagrada Escritura utiliza-se de muitas figuras e expressões para revelar Deus e Seu modo peculiar de agir. Um deles, por exemplo, é a figura do oleiro, citada em Jeremias 18, 1-6. Tais versículos relatam a manifestação de Deus como um oleiro, moldando, como a argila, àqueles que se deixam moldar. Essa figura é rica em expressão e em significado, pois desvela Deus em seu amor, faz-nos compreender o “singelo” jeito com que Ele nos acompanha e nos faz amadurecer na fé.

Deus sabe, melhor do que nós mesmos, o que realmente precisamos e que nos fará felizes. Ele convida-nos ao abandono total em seus cuidados, os quais sempre nos proporcionam o melhor, mesmo quando não compreendemos. Por isso, para caminhar no território da fé, a confiança faz-se necessária. Confiança “filial” de alguém que se descobre como filho amado e cuidado e, sendo assim, crê que Deus está sempre agindo e realizando o melhor.

Deus enxerga muito além das nossas capacidades.

Deus vê além, Ele contempla as surpresas que, ao futuro, pertencem. E, na Sua providência, cuida de nós, moldando-nos como um Oleiro, ora retirando de nosso caminho o que nos será prejudicial, ora acrescentado aquilo que nos falta.

Não podemos ter a pretensão de querer condicionar a ação de Deus à nossa maneira de enxergar e compreender as coisas; antes, precisamos confiar naquilo que Ele faz.

O Senhor sabe retirar nossos excessos na hora certa, sabe o que nos fará crescer (e crescer às vezes dói). É preciso que saibamos perder sem apegos, para que Deus nos despoje do que não é essencial.

Que possamos deixar Deus agir em nossa mente, coração e atitudes.

Equipe de pastoral.

Projetos